Offline
Trabalhadores rurais gaúchos tiveram reajuste salarial acima da inflação em 2024
09/07/2024 14:19 em AGRO

O Departamento de Convenções Coletivas (CCTs) da Federação dos Trabalhadores Assalariados Rurais do Rio Grande do Sul (Fetar-RS) divulgou nesta segunda-feira (08) o primeiro balanço das negociações dos dissídios coletivos de 2024. De acordo com os dados apresentados, em todas as 68 CCTs negociadas, os trabalhadores rurais obtiveram ganhos salariais reais acima da inflação.

Até junho, a média dos reajustes salariais ficou em 6,3%, representando um ganho real de 3,3% acima da inflação registrada nos últimos 12 meses, que foi de 3,7%. O município de São Luiz Gonzaga destacou-se com o maior índice de reajuste, atingindo 8%, o que garantiu um piso salarial de R$ 1.733,79 para os trabalhadores do campo. O maior piso salarial estabelecido no Estado é de R$ 2.053,90, que será pago nos municípios de Não-Me-Toque, Selbach e Tapera.

Além disso, os trabalhadores rurais assalariados de Viadutos, Ponte Preta, Mariano Moro, Gaurama, Barão de Cotegipe, Centenário, Faxinalzinho, Quatro Irmãos e Santa Bárbara do Sul também receberão salários superiores a R$ 2 mil. O desempenho positivo nas negociações gera boas expectativas para as 51 convenções ainda em aberto. Até o final de agosto, espera-se o fechamento de outras quatro CCTs, mantendo a média de reajuste.

Apesar dos avanços, o presidente da Fetar-RS, João Cezar Larrosa, ressaltou que os índices obtidos no primeiro semestre não atendem completamente às expectativas da Federação.

“Não posso dizer que os índices que alcançamos nesse primeiro semestre foram satisfatórios, pois entendemos que o assalariado rural ainda é um dos trabalhadores menos valorizados dentro da cadeia produtiva do agronegócio e merecem um reconhecimento maior. Mas conseguimos índices satisfatórios e mantivemos boa parte das convenções coletivas e, em alguns locais, ampliá-las, que é o nosso objetivo maior. No segundo semestre, nossa preocupação é garantir a manutenção dos empregos no campo e avançar nas negociações que ainda não foram fechadas”, afirmou Larrosa.

Nesta quarta-feira (10), Larrosa estará em Caxias do Sul para participar de uma reunião com os presidentes dos sindicatos de trabalhadores rurais da Serra. O encontro tem como objetivo discutir os termos da renovação das CCTs nos municípios da região, que reúnem aproximadamente 3,5 mil trabalhadores assalariados rurais.

Com informações: Jornalista Fernando Kopper

Fonte: Leouve

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!