Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Netflix anuncia minissérie sobre incêndio da Boate Kiss, em Santa Maria: 'História eternizada', diz escritora
23/11/2021 18:36 em CULTURA

Série "Todo Dia a Mesma Noite" é baseada em livro de Daniela Arbex, que conta a história do incêndio que deixou 242 mortos em 2013. Filmagens devem começar em janeiro de 2022.

Por g1 RS

 

Escritora comenta série da Netflix sobre incêndio da Boate Kiss
 
 
 
 
Ativar som
 

Escritora comenta série da Netflix sobre incêndio da Boate Kiss

 

 

 

 

 

Escritora comenta série da Netflix sobre incêndio da Boate Kiss

Netflix Brasil anunciou, nesta terça-feira (23), a produção de uma minissérie sobre o incêndio da Boate Kiss, que deixou 242 pessoas mortas e mais de 600 pessoas feridas em 2013 na cidade de Santa Maria, Região Central do Rio Grande do Sul.

A série "Todo Dia a Mesma Noite" é baseada em livro de mesmo nome, da escritora Daniela Arbex. A obra foi lançada pela jornalista em 2018 e traz relatos de pessoas que tiveram ligação com a tragédia.

Daniela Arbex será consultora da série. Ao g1, a escritora comentou que a produção irá respeitar a história a ser contada. Veja vídeo acima.

"Embora seja uma ficção, é uma adaptação que vai ser contada em forma de ficção, os personagens são reais. Eles inspiram a série. Esse cuidado de zelar pela história era uma preocupação que eu tinha", diz.

Nas redes sociais, Daniela Arbex comentou que as gravações começam em janeiro de 2022, mês em que o incêndio completa nove anos. A produção ficará a cargo da Morena Filmes, sendo dirigida pela cineasta Júlia Rezende e com roteiro de Gustavo Lipsztein. A minissérie de cinco capítulos está em uma lista de lançamentos previstos para 2022 e 2023.

 

"É um alento para essas pessoas e para mim também, enquanto jornalista, perceber que essa história foi eternizada no livro 'Todo dia a mesma noite' e vai ser eternizada numa série que vai chegar para milhões de pessoas não só no Brasil, mas ao redor do mundo", afirma Daniela Arbex.

 

A escritora ainda comentou que familiares de vítimas já tinham conhecimento prévio da produção da série. Arbex acredita que a produção vai fazer com que as pessoas se coloquem no lugar dos pais e das mães para refletir sobre o tema e entender o caminho das famílias na busca por justiça.

Daniela Arbex vai estar em Porto Alegre nos dias de julgamento dos réus pelo incêndio, por considerar "um compromisso" que tem como alguém que contou a história.

"Vingança não é justiça. Longe de qualquer um de nós desejar vingança. Agora, que a gente precisa colocar fim a uma cultura de impunidade no Brasil, isso é altamente necessário. Já passou da hora de a gente dar uma resposta", avalia.

O livro

 

O livro de Daniela Arbex traz mais de 100 entrevistas com pais, sobreviventes e envolvidos no incêndio. A repórter mineira, vencedora do prêmio literário Jabuti, é autora dos livros-reportagem "Holocausto Brasileiro" e "Cova 312".

"Comecei pelos familiares, daí quis ouvir os profissionais de saúde. Descobri que eles nunca tinham falado sobre isso, nem entre eles. E isso me impressionou", contou ao g1 em 2018.

Um dos depoimentos do livro é de Lívia Oliveira, mãe de Heitor, uma das vítimas do incêndio. O jovem não estava na festa e entrou na boate para ajudar no resgate dos frequentadores do evento. Ao g1, ela contou que a Daniela ficou surpresa ao entrar na casa da família e não encontrar muitas fotos do rapaz. Lívia disse que não precisa muito, pois sente que ele está guiando ela.

 

"Não me importaria de perder tudo na vida e recomeçar, menos perder o Heitor fisicamente, porque sei que espiritualmente ele continua vivo", recorda a mãe do jovem.

 

A autora fez cinco viagens a Santa Maria para escrever a obra. Em uma delas, ingressou no prédio da Boate Kiss.

"Foi difícil entrar e ver o lugar, a presença lá é muito forte. Ainda tem os nomes das pessoas que tinham feito reserva nas mesas", recordou.

Pais, amigos, sobreviventes, bombeiros, médicos e até o ex-prefeito da cidade Cezar Schirmer falaram com Daniela para o livro. Porém, os quatro réus do processo se recusaram.

 

Livro foi lançado pela Editora Instrínseca em 2018  — Foto: Divulgação/Editora Instrínseca

Livro foi lançado pela Editora Instrínseca em 2018 — Foto: Divulgação/Editora Instrínseca

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE